Gestão Financeira

Quais ferramentas podem te ajudar a cuidar da vida financeira da sua escola?

“Diga-me como andam as finanças da sua escola e te direi como você faz a gestão do seu negócio”. Essa frase poderia fazer parte de um livro sobre gestão financeira, e mesmo parafraseando o velho ditado, é possível retirar daí uma reflexão muito importante: se a vida financeira da sua empresa não está bem, talvez sua gestão ainda não esteja completamente alinhada e com objetivos claros.

Fazer um negócio crescer pode ser um desafio muito grande, ainda mais com a instabilidade econômica que ainda ronda os brasileiros. Porém é nessas horas que as escolas de cursos livres entram como uma opção vantajosa, para que as pessoas possam aproveitar oportunidades e mudar de vida.

Para tirar proveito das condições do mercado e “tirar muito leite de pedra”, investir em algumas ferramentas pode ser um divisor de águas entre o sucesso e o fracasso. Separamos algumas delas para você considerar e se planejar para investir no seu negócio. Vamos lá?

Ferramentas para otimizar a vida financeira da sua escola

1. Fluxo de Caixa

Nem sempre organizar o fluxo de caixa é prioridade em uma escola. Existem tantos desafios pela frente, como a captação e retenção de alunos, que a única preocupação é quanto cada aluno traz com sua matrícula. Porém as escolas que se preocupam desde o começo com este fator saem na frente evitam problemas financeiros a curto e longo prazo.

Adote um sistema de gestão financeira. Dentre os pontos principais temos: um melhor acompanhamento das entradas e saídas de dinheiro, o destino dos gastos entre outros benefícios como relatórios e balanços mensais.

Leia Mais:

 

 

2. Estipule Metas

Ter objetivos e determinar um tempo para que eles se realizem é essencial para sua vida financeira. A quantidade de matrículas que devem ser feitas, quantas dessas devem ser integrais ou com desconto. No atendimento interno pense: quantos alunos devem ser atendidos por dia?

Outra dica importante é determinar um capital para o final do ano. Por exemplo, no mês de março a empresa realizou X matrículas, no final do período letivo haviam tantos alunos. A partir dessa informação avalie se houve lucro ou prejuízo. Saber no que pode melhorar e determinar novas metas para o próximo ano é fundamental para que o caixa não entre no negativo.

3.Cortar Gastos

Analisar a planilha de gastos da empresa e saber o que pode ser cortado sem prejudicar o funcionamento é estratégico para um caixa positivo. Começar com os aspectos ambientais pode ser uma boa ideia. Além de economizar na conta de água e luz, poder dizer ao público que sua escola é sustentável acaba sendo uma boa estratégia de marketing.

4. Ser Flexível

Saber investir e quando investir é uma das principais regras para empresários. Pesquise novas tendências, veja o que está na mídia e pode ser usado para atrair novos alunos. Novos métodos de ensino e técnicas podem fazer com que sua escola seja a primeira opção. Mas para tudo dar certo, não é apenas as ferramentas que devem ser as adequadas. Você deve ter a mente aberta e aceitar novas ideias e sugestões, faça questionários com os alunos para saber o que deve ser aprimorado.

Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos em sua rede social.

Posts Relacionados
Gestão Financeira

Descubra como o controle de contas a receber pode ser otimizado na escola

Gestão Financeira

Passo a passo: aprenda como fazer gestão de fluxo de caixa na escola

Gestão Financeira

5 dicas para realizar um orçamento escolar de sucesso

Gestão Financeira

Como definir o orçamento anual em escolas? Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *