Marketing

Como melhorar a comunicação escolar? Veja 5 ações para otimizá-la

Uma comunicação escolar eficiente é fundamental para o sucesso da instituição de ensino. Afinal, ela integra professores, alunos, pais e colaboradores, formando uma verdadeira comunidade disposta a agir em prol de um objetivo único.

Engana-se, quem pensa que manter essa comunicação exige muito trabalho. Já foi o tempo em que isso era feito somente por meio de bilhetes e anotações na agenda. Hoje, a tecnologia ajuda nesse processo, tornado-o mais ágil e eficaz.

Ficou interessado? Quer saber como melhorar a comunicação escolar na sua instituição? Então, siga a leitura do post e saiba como diminuir ruídos e facilitar o diálogo dentro da escola. Vamos lá?

Qual a importância da comunicação escolar?

A comunicação é vital para o bom andamento da rotina escolar e, consequentemente, para o êxito do processo de ensino-aprendizagem. Sendo assim, o diálogo da instituição com o aluno deve ter como objetivo aproximá-lo da escola e ajudá-lo no caminho de aquisição do conhecimento, acompanhando-o no desenvolvimento das habilidades sociais e emocionais.

Contudo, não basta que a instituição de ensino tenha uma boa comunicação apenas com os alunos. Esse diálogo precisa se estender aos pais, que devem estar engajados ao projeto pedagógico e integrados à vida escolar de seus filhos.

Vale ressaltar que o gestor escolar também precisa assegurar a boa comunicação com professores e colaboradores. Afinal, eles têm contato direto com estudantes e responsáveis, além de representarem a escola e seus valores.

Como melhorar a comunicação escolar?

Falhas na comunicação acontecem nas diversas relações que estabelecemos. O resultado, geralmente, são ruídos no diálogo e problemas interpessoais que poderiam ter sido evitados.

Nas instituições de ensino, essas falhas na comunicação não podem acontecer. O recomendável é a utilização de instrumentos e práticas que facilitem uma troca de informação mais ativa e rápida. Confira nossas dicas para otimizar a comunicação escolar.

1. Escute seus alunos

A comunicação escolar não pode ser uma via de mão única. O aluno, além de ouvir, precisa ser ouvido. Sendo assim, a instituição de ensino deve, antes de tudo, conectar-se à realidade dos seus estudantes. Isso, inclusive, ajudará a entender a melhor forma de estabelecer diálogo com eles. Ao perceber, por exemplo, que preferem o ambiente online, talvez seja interessante apostar nesse caminho.

Além disso, ouvir os alunos é uma forma de entender sua realidade, por que se comportam de determinada maneira e engajá-los nas atividades escolares. Lembre-se de que dar voz aos jovens é abrir espaço para um debate construtivo, e que os estudantes devem ser protagonistas do processo de aprendizagem para que formem capacidade crítica e autônoma. Assim, conseguirão, mais tarde, tomar decisões e agir com responsabilidade.

2. Seja claro e objetivo

A clareza da informação é fundamental na comunicação escolar. Horários, calendário de atividades e datas de avaliação, por exemplo, precisam estar acessíveis de maneira bem objetiva para toda a comunidade: alunos, pais professores e colaboradores.

Não é recomendável que essa comunicação aconteça apenas de forma verbal. É importante que a escola conte com diferentes canais para que a informação chegue ao seu destinatário.

Para isso, a instituição pode fixar documentos na sala de aula, secretaria e murais nos corredores. A escola também pode contar com a ajuda da tecnologia nessa tarefa. Plataformas online e aplicativos são muitos efetivos para garantir uma comunicação clara e eficaz.

3. Faça reuniões periódicas

As reuniões ainda são importantes ferramentas de comunicação. Com os pais, elas servem para aproximá-los da rotina escolar de seus filhos. Nesse momento, é essencial que a instituição de ensino faça com que a família compreenda que também tem um papel na escola e que, dessa forma, pode contribuir para o processo de ensino-aprendizagem.

Nesse encontros, o gestor ou professor ainda deve passar informações sobre rotina, comportamento, notas e desempenho do aluno.

Na comunicação com professores e colaboradores, a reunião serve para que participem da rotina da escola de maneira mais ampla. É muito importante que o gestor não apenas passe informações ou cobre resultados, mas que os integre, mostrando que têm voz dentro da instituição de ensino.

Nesse sentido, permita que professores e colaboradores participem das discussões, deem sugestões e relatem problemas. Ao mesmo tempo, seja transparente e mantenha todos informados sobre o que acontece na escola. Dessa forma, as reuniões funcionarão como um canal de comunicação constante, em um clima de confiança e integração.

4. Conte com a tecnologia

É verdade que a comunicação por meio de agenda escolar, circulares e bilhetes ainda é muito utilizada. Contudo, nem sempre se mostra eficaz. A boa notícia é que há novas ferramentas capazes de dinamizar esse diálogo.

A instituição de ensino pode, por exemplo, enviar, por e-mail, um resumo do que aconteceu durante aquele mês na escola. Ainda há a possibilidade de, por meio de um aplicativo ou site, disponibilizar calendário de provas, notas, atividades complementares etc.

Além de dinamizar a comunicação, quando a escola se adapta aos espaços digitais, ela avança, gerando credibilidade à marca. Afinal, ninguém quer uma instituição de ensino obsoleta, que parou no tempo.

Um canal online também torna a comunicação mais dinâmica, rápida e fácil. Nesse tipo de plataforma, ainda é possível criar espaços como fóruns de discussão, em que todos podem ser ouvidos pela escola, sejam alunos, sejam pais, professores ou colaboradores.

5. Evite os canais pessoais

A tecnologia também possibilitou que alunos tivessem acesso aos canais de comunicação pessoais dos professores, como Facebook e WhatsApp. Mas o recomendável é que eles não sejam utilizados. A troca de informação deve acontecer pelos canais oficiais da escola.

Além de manter a privacidade e os horários de descanso dos professores, em um canal adotado oficialmente pela instituição, o gestor consegue monitorar as conversas e tomar as melhores decisões.

Enfim, a comunicação escolar é de extrema importância e deve envolver alunos, pais, professores e colaboradores em um ambiente de participação. Para isso, existem ferramentas modernas, que possibilitam espaços de troca de informação de maneira rápida e clara.

Gostou do nosso artigo? Então, que tal compartilhá-lo em sua redes sociais? Assim, você ajudará aquele amigo que está em busca de canais de comunicação mais efetivos.

Posts Relacionados
Marketing

4 dicas infalíveis sobre como vender cursos profissionalizantes

Marketing

5 dicas de e-mail marketing para e atrair mais alunos

Marketing

Descubra como pode ser fácil fazer marketing no WhatsApp

Marketing

Afinal, como ter retorno com franquias de cursos profissionalizantes?