NOSSO SITE ESTÁ DE CARA NOVA, SINTA-SE EM CASA. 

Controle e fluxo de caixa

Afinal, como se manter em dia com as taxas de uma franquia escolar?

Além de reduzir custos, se manter em dia com as taxas de uma franquia escolar é um dos grandes desafios para muitos gestores. Afinal, esses valores são imprescindíveis do ponto de vista operacional.

Pensando nisso, preparamos este artigo. Ao longo do conteúdo, explicaremos como manter os pagamentos dentro do prazo e as consequências geradas pela inadimplência. Além disso, daremos algumas dicas relevantes sobre o tema. Acompanhe até o fim para saber mais.

Qual a importância de manter os pagamentos das taxas atualizados?

Em termos resumidos, essas taxas representam o montante pago pelo franqueado ao franqueador. Elas permitem o direito de uso da marca e de tudo o que a franquia engloba, como:

  • modelo de negócio;
  • treinamentos;
  • assistências variadas;
  • propaganda e divulgação;
  • implementação da unidade;
  • compartilhamento de expertise;
  • outros benefícios estipulados em contrato.

Normalmente, a taxa de franquia é paga no momento de assinatura e nas renovações do acordo. Vale lembrar que, embora seja bastante comum, a cobrança dessas taxas não é uma regra sem exceções.

No contexto educacional, a noção é a mesma. Por conta disso, quitar esses valores dentro dos prazos previamente estabelecidos é fundamental, pois eles garantem o pleno funcionamento de sua escola.

Quais são os riscos de não pagar em dia as taxas da franquia de escola?

Mais do que comprometer o sucesso e a realização das atividades, o não pagamento das cobranças referentes às franquias escolares pode trazer problemas judiciais para o seu negócio. Ninguém quer lidar com o desgaste gerado pela burocracia e os prejuízos que isso pode causar, não é mesmo?

Assim como um bom plano de gestão escolar, o controle financeiro da instituição precisa de acompanhamento frequente. Desse modo, é possível evitar esses riscos e prezar pela otimização de processos internos, melhorando cada vez mais a qualidade do ensino oferecido.

Como não ter problemas para pagar as taxas de franquia escolar?

O primeiro e mais importante passo para ficar longe dessa complicação é o planejamento. Estude e analise os valores cobrados antes de firmar essa parceria. Tenha em mente que, via de regra, a taxa de franquia — a principal cobrança feita nesses casos — corresponde a 10% do investimento total feito para abrir a unidade.

Outra dica para manter a economia de sua escola em dia é contar com um bom software de gestão educacional. Atualmente, o mercado apresenta soluções desenvolvidas sob medida para franquias.

Essas ferramentas são ótimas para coletar os dados de cada unidade e compará-los. Com esse tipo de suporte, você pode cuidar de todas as áreas, como:

  • comercial;
  • financeira;
  • administrativa;
  • pedagógica.

Graças aos indicadores gerenciais e à reunião estratégica de informações, diminuem as chances de ficar inadimplente com quaisquer contas a pagar. A comunicação por chats e a centralização do atendimento são recursos excelentes para otimizar uma série de rotinas escolares.

Ficar em dia com as taxas de uma franquia escolar é indispensável para o exercício regular e assertivo das atividades de uma instituição de ensino. Portanto, conte com ferramentas que podem aprimorar sua gestão em todos os sentidos.

Se você precisa de ajuda para gerir sua franquia de escola, entre em contato conosco. Temos certeza de que poderemos ajudar.

Posts Relacionados
Controle e fluxo de caixa

Afinal, como reduzir custos em uma escola?

Controle e fluxo de caixaGestão Financeira

Como diminuir seus gastos em comunicação na sua escola

Controle e fluxo de caixaGestão Financeira

Dicas para organizar o fluxo de caixa da sua escola

CoachingControle e fluxo de caixaGestãoGestão Financeira

Gestão financeira e empresarial, como elas podem me ajudar?