Gestão Escolar

Conheça os pilares da gestão escolar e como são aplicados na instituição

Administrar uma escola nem sempre é fácil. Os gestores precisam tomar conta de diversos processos, o que pode diminuir a eficácia de estratégias para captar alunos e dificultar a fidelidade dos já matriculados.

Para ajudar nisso, é fundamental que todos os gerentes conheçam quais são os pilares da gestão escolar. Com esse conhecimento, fica mais fácil delegar tarefas e cobrar os resultados desejados. Assim, todos os processos da instituição podem ser otimizados, de maneira que os profissionais fiquem mais satisfeitos e mais alunos sejam captados.

Quer saber quais são os pilares da gestão escolar e como eles podem ajudar sua instituição? Então, veja agora. Boa leitura!

Quais são os pilares da gestão escolar?

Veja agora quais são os 6 pilares da gestão escolar. Confira!

Gestão administrativa

Antes mesmo de o aluno chegar à sala de aula, ele precisará entrar em um ambiente aconchegante que tenha a manutenção em dia e o bom funcionamento seja garantido. Dessa forma, a área administrativa cuida de cada recurso da instituição, como os materiais, físicos e financeiros.

Na administração, deve-se ter cuidado com cada rotina da secretaria, e até mesmo com a manutenção e segurança patrimonial. Ter um ambiente organizado é fundamental para que a parte pedagógica consiga desenvolver suas estratégias com maior precisão.

Nesse sentido, o ambiente deve ser limpo, e os alunos precisam ter à disposição todas as tecnologias e materiais que possam contribuir para uma experiência mais agradável (é necessário ir ao banheiro e tomar água, por exemplo).

Vale lembrar que uma gestão eficiente coloca o interesse dos alunos no centro de cada decisão da instituição.

Gestão pedagógica

A gestão pedagógica trabalha com o planejamento de propósitos, bem como com métodos e conteúdos que estejam intimamente ligados à educação. É dessa forma que se torna possível definir quais serão os parâmetros de aprendizagem e ensino a serem adotados pela instituição. Para isso, deve-se fazer uma análise de cada etapa que envolve o aprendizado.

Por um lado, os propósitos trabalham com a ideia de educação da escola, enquanto as metodologias mostram como é possível tornar o objetivo viável, pensando em quais materiais poderão ser úteis e como os professores podem ser treinados para que os objetivos sejam cumpridos.

Com uma boa gestão pedagógica, é possível que os alunos tenham maior engajamento durante a aula. Em todo caso, é necessário acompanhar os resultados e saber se as motivações de todos os envolvidos (gestores, professores e alunos) estão bem alinhadas.

Se a escola tiver como foco a experiência, mesmo durante as aulas já será possível entender se a estratégia está sendo bem-sucedida, não sendo necessário esperar as avaliações formais.

Gestão de pessoas

Em qualquer empresa, uma estratégia só terá sucesso caso a gestão de pessoas seja bem-sucedida. Afinal, quem executará as ações são pessoas, não é mesmo? Elas estão envolvidas em cada parte do processo.

Por isso, uma boa gestão dos recursos humanos precisa interagir, na escola, com professores, coordenadores, demais funcionários, fornecedores e, claro, com pais e alunos. Ou seja, são todos que podem ser afetados de alguma forma.

É necessário criar metas possíveis e que estimulem cada profissional a tirar o melhor de si em prol da aprendizagem dos estudantes. Para isso, é necessário ter um planejamento de treinamento e bonificações eficientes.

Além disso, deve-se trabalhar com líderes respeitosos em todas as situações e capazes de entrosar completamente a equipe em prol do objetivo comum, que é a gestão mais eficiente e o sucesso empresarial.

Gestão da comunicação

Você viu como a gestão dos recursos humanos é fundamental. Aliado a isso, deve-se prezar por uma comunicação clara, tanto interna (entre todos os colaboradores) quanto externamente (alunos e comunidade escolar). O objetivo é fazer com que a transmissão de informações seja objetiva e eficiente, para que a recepção seja a mais clara o possível.

Quando a empresa preza por isso, diversos problemas podem ser evitados. Os colaboradores ficam mais motivados e interessados, reduzindo problemas entre profissionais. Além disso, a comunidade escolar passa a ver a instituição com maior carinho e amizade.

Para que isso aconteça, é fundamental que todos os colaboradores estejam alinhados com os objetivos da escola. Os pais também precisam entender que são fundamentais no processo de aprendizagem dos filhos.

Só é possível conseguir os resultados desejados quando os colaboradores conseguem ouvir e considerar os pontos de vista diferentes. Criar regras claras elimina a ideia de favoritismo que acontece nas empresas e até mesmo nas salas de aula. Assim, todos os envolvidos sentirão que fazem parte do processo de decisão da organização.

Gestão financeira

Se a gestão administrativa pensa no cuidado estrutural da escola, a gestão financeira se preocupa em proporcionar todos os recursos que a instituição precisa de maneira equilibrada, saudável e otimizada.

Para tanto, a empresa deve controlar de maneira efetiva todas as contas que serão recebidas e pagas, classificando os gastos que são fixos e variáveis. Além disso, é necessário desenvolver estratégias para conseguir novos alunos e diminuir a inadimplência na escola.

Pensando em otimizar os processos, a área deve sempre estar em contato com o que há de mais novo em tecnologia. Já há diversos softwares que permitem fazer uma gestão mais eficiente dos recursos escolares.

Gestão de tempo e eficiência dos processos

Você já deve ter ouvido falar que tempo é dinheiro. Uma boa administração, focada na eficiência dos processos, garante que menor esforço e tempo sejam empregados para realizar uma tarefa com qualidade.

Ou seja, busca-se diminuir erros e aumentar a eficiência em cada etapa. Assim, menos tempo será necessário para executar os processos, fazendo com que a equipe possa realizar tarefas que impactem a experiência dos alunos diretamente.

É comum que os gestores passem muito tempo em tarefas que poderiam ser automatizadas, dando mais tempo para que eles planejem as ações da escola em médio e longo prazos, aumentando o sucesso da instituição.

Quando os gestores não consideram os pilares da gestão escolar, a tendência é que a escola fique manca, já que os setores poderão não executar as atividades devidas. Além disso, elas podem ser deslocadas para profissionais que não têm experiência ou qualificação para desenvolver as tarefas. Nesses casos, fica mais difícil conseguir os resultados esperados, melhorar a administração empresarial e reter melhor os alunos.

Como você viu, uma boa gestão se preocupa em atrair pessoas que têm o perfil desejado pela escola. Então, saiba como gerar mais leads para a instituição. Esperamos por você!

Posts Relacionados
Gestão Escolar

Fique por dentro das vantagens do armazenamento de dados na nuvem

Gestão Escolar

Descubra já quais são as etapas do funil de vendas escolar

Gestão Escolar

Saiba agora como fazer uma boa gestão da secretaria escolar

Gestão Escolar

O que é gestão democrática e por que as escolas estão aderindo a ela?