NOSSO SITE ESTÁ DE CARA NOVA, SINTA-SE EM CASA. 

Gestão Financeira

O que é ROI, como calculá-lo e por que utilizá-lo em uma escola?

Quem trabalha com marketing digital, provavelmente já ouviu falar a respeito do Retorno Sobre Investimento, também conhecido como ROI. Não somente nesse segmento, mas todo os setores de uma empresa precisam se basear no cálculo dessa métrica. Afinal, o objetivo final de todas é o lucro.

Em uma escola, esse comportamento não deve ser diferente. Por mais que o principal objetivo de uma instituição de ensino seja o aprendizado dos alunos, é importante ficar sempre atento aos indicadores de sucesso do seu negócio.

Portanto, vamos explicar melhor neste artigo o que é ROI e porque é tão importante dentro de qualquer contexto empresarial, inclusive na sua escola. Continue a leitura para saber mais.

O que é ROI e por que ele é importante para a sua escola?

Antes de entender por que essa métrica é tão importante, é essencial saber o que é ROI e o que ele representa. O termo vem de uma sigla para a expressão em inglês “Return Over Investiment”. Em português, como o próprio nome sugere, significa Retorno Sobre Investimento.

Apesar de ser um termo muito utilizado e conhecido no marketing, é possível aplicá-lo em diversas áreas e contextos. Por meio dele, você saberá, por exemplo, se a empresa está ganhando ou perdendo dinheiro em cada investimento realizado.

O objetivo desse indicador é a obtenção de lucro e otimização dos investimentos. É uma informação muito utilizada nos melhores modelos de gestão, pois pode avaliar a necessidade de mais treinamentos, aquisição de ferramentas ou novas estratégias.

Dentro de um contexto escolar, esse indicador é muito utilizado na gestão educacional. A partir do ROI, é possível avaliar a necessidade de contratações, a captação de alunos e o desempenho dos professores, além de otimizar os investimentos que estão dando certo.

O que fazer para calcular o ROI e como avaliar os resultados?

Existe uma fórmula simples para calcular o ROI. Se subtrairmos o retorno do investimento pelo seu custo e dividirmos pelo próprio custo, encontraremos o valor do retorno sobre investimento. Esse resultado, se multiplicado por 100, indica a porcentagem do retorno.

Uma conta simples, que pode gerar informações valiosas para a gestão do negócio. É importante saber que o resultado final pode variar bastante. Isso acontece porque é possível utilizar a fórmula para analisar aspectos gerais, mais específicos ou até individuais.

No momento de analisar os valores obtidos, é necessário pensar:

  • O que foi feito ou deixou de ser, que pode ter uma influência direta?
  • O que deu certo nesse investimento?
  • Seus concorrentes investem o melhor valor?
  • Como estão seus resultados comparados aos do mercado?

Essas perguntas podem ajudar no momento de produzir um plano de gestão escolar, apresentar o retorno dos investimentos para a diretoria ou apenas para ter um bom acompanhamento e análise do que está acontecendo na empresa.

Quais as vantagens e limitações de trabalhar com o ROI?

Apesar de parecer um método simples de avaliar se os investimentos realizados estão dando certo ou não, é preciso ter em mente que ele tem algumas limitações. Por exemplo, um ROI de um valor X pode ser positivo ou negativo, não existe uma definição concreta.

Isso acontece porque sua fórmula não leva em consideração a inflação ou, até mesmo, a duração do investimento. A sazonalidade é outro fator que passa despercebida no cálculo, que também pode ser manipulado. Por isso, é essencial entender que o ROI é apenas um método para auxiliar nesse processo de análise.

A vantagem de utilizá-lo é que permite ter um acompanhamento aproximado dos investimentos realizados e, quando associado a outros indicadores, pode ser muito rico em termos de informações para um relatório. Isso pode facilitar a redução de custos, por exemplo.

Agora que você sabe o que é ROI e as vantagens e limitações de trabalhar com ele, é hora de começar a analisar os investimentos feitos. Veja quais estão valendo a pena e quais precisam de um pouco mais de atenção.

Gostou do conteúdo e quer receber mais artigos como este? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que acontece na área.

Posts Relacionados
Controle e fluxo de caixaGestão Financeira

Como diminuir seus gastos em comunicação na sua escola

Gestão FinanceiraInadimplênciaRecebimento e cobrança de mensalidades

Inadimplência e cobrança, como devo agir?

Controle e fluxo de caixaGestão Financeira

Dicas para organizar o fluxo de caixa da sua escola

Boletos BancáriosGestão Financeira

Saiba tudo sobre o fim dos boletos sem registro