Cursos Matéria e MateriaisGestão Pedagógica

Como fazer um bom discurso e ir para o próximo nível

Se você der um Google rapidamente, vai perceber que existem inúmeros profissionais com excelentes discursos e, melhor, conseguem através deles vender mais e ter um número muito maior de clientes. Ao se deparar com esse tipo de pessoas, é possível que elas sirvam para a sua empresa apenas como boas inspirações, mas sem ser possível vislumbrar uma única chance do discurso da sua escola ser minimamente parecido com o dos grandes palestrantes e professores.

Porém o que pouca gente te conta é que alcançar um discursos impecável e persuasivo não é muito difícil. Na grande maioria dos casos, o treino e um bom passo a passo são os ingredientes principais para se conectar com seus clientes de maneira eficaz. Se a sua estratégia de marketing já está redonda, mas ainda sente que falta algo mais para alcançar o próximo nível, continue lendo este post, pois ele é para você.

Por onde começar um bom discurso

Falar eloquentemente é um desafio para muitas pessoas. Podem dar a você papel e caneta, que tudo sai as mil maravilhas, porém na hora de discursar a coisa muda de figura e parece que sua fala fica completamente sem nexo. Se este é o seu caso, saiba que para começar a discursar de forma impecável é necessário ir para a frente do espelho e treinar. Não existe um atalho.

Os grandes palestrantes passam horas estudando e treinando seus discursos para que possam detectar problemas em sua construção argumentativa ou na forma como falam com as outras pessoas. O emocional conta muito nessas horas e saber controlar o nervosismo ou ansiedade conta pontos importantes na hora de ir à frente da plateia.

E depois, o que devo fazer?

Existem alguns macetes para quem quer melhorar seu discurso para alcançar mais pessoas e se conectar de forma genuína com seus clientes. Vamos lá?

  1. Saiba exatamente o que vai falar. Estude sobre o assunto

Se você não tem segurança no assunto que vai falar é muito provável que seu nível de persuasão seja muito baixo e as pessoas não deem a credibilidade necessária à sua pessoa. Estudar bem sobre o assunto é o primeiro e mais importante passo para lapidar seu discurso com o objetivo de torna-lo excepcional.

Invista um tempo estudando cada um dos tópicos, separe exemplos, anote palavras-chave, crie mapas mentais se for necessário. É importante deixar seu cérebro perceber que as informações devem seguir uma lógica.

  1. Opte sempre pelo vocabulário simples e seja claro

Como já falamos anteriormente, o emocional também ajuda ou atrapalha um bom discurso. Aliado a isso está a escolha do vocabulário a ser utilizado em sua fala. Evite ao máximo usar palavras e construções muito rebuscadas. Mesmo que seu conhecimento seja vasto e sua empresa seja especialista na área, deixar tudo muito técnico não vai te ajudar a se conectar com o público.

Converse com um professor. Provavelmente ele te dirá que um dos pontos mais importante para explicar novos conceitos para as pessoas é ser o mais simples possível, fazer uso de termos menos técnicos e fáceis de serem compreendidos por todos. Ninguém que sair de uma palestra com a sensação de que não entendeu nada, ou pior, que gastou seu dinheiro à toa sem ter um mínimo de aproveitamento.

  1. Crie uma estrutura lógica

Um dos segredos para uma boa apresentação é a sua construção. É importante que ao montá-la, as informações apareçam de forma linear a lógica para que a audiência não perca o interesse ao passar do tempo. O ideal é que cada assunto, argumento e exemplo, estejam interligados de alguma forma e que cada tema iniciado seja abordado até o fim. Nada de começar um assunto, pular para o próximo e nem sequer terminar o que começou.

Lembre-se: tudo precisa ter começo, meio e fim. E isso se aplica ao seu discurso também.

  1. Inclua exemplos em sua apresentação

As pessoas gostam de sentir que o assunto tem alguma conexão com suas vidas práticas. Uma forma de conseguir isso é através de exemplos. Ao abordar determinado tópico, verifique que exemplos podem ser dados para gerar empatia na plateia. Ficar somente em dados e números se torna maçante e as pessoas logo perdem o interesse no que está sendo dito.

Mostre situações que se apliquem no dia a dia daquelas pessoas e, melhor, que você já tenha experienciado ou tido amplo conhecimento. As pessoas conseguem identificar discursos falsos e para ser persuasivo é importante passar credibilidade.

  1. Lembre-se de respirar e fazer pausas

Ligar o botão da fala e sair “matracando” sem parar, nem para respirar, é um sinal de nervosismo. Por mais que você seja um especialista e queira passar o maior número de informações em um curto espaço de tempo, não é producente que sua fala não tenha pontos finais e, muito menos, vírgulas. Pausas bem executadas durante a fala e momentos de silêncio também são importantes.

Normalmente, algumas pausas dão a impressão às pessoas que estão assistindo de quem você tem segurança no que está transmitindo e sabe muito bem o que deseja deles. Vá com calma e você terá o que espera dos seus alunos e clientes.

Posts Relacionados
Gestão Pedagógica

Gestão: saiba como aplicar o ciclo PDCA na escola

Gestão Pedagógica

Passo a passo: aprenda agora como organizar eventos escolares

Gestão Pedagógica

Precisamos falar sobre a importância dos pais na escola

Gestão Pedagógica

Volta às aulas: 4 ações que vão ajudar a motivar seus alunos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vale a pena ler...
O que é Rapport e como aplicar na sua escola