NOSSO SITE ESTÁ DE CARA NOVA, SINTA-SE EM CASA. 

Gestão Pedagógica

Novas metodologias de ensino e aprendizagem: conheça as principais!

É fato que as abordagens pedagógicas vêm passando por transformações contínuas. O principal objetivo dessas mudanças é acompanhar o perfil comportamental dos alunos para garantir a eficácia da aprendizagem.

Pense bem: até poucos anos, o uso da tecnologia era proibido em sala de aula. Hoje, essa modernidade é incorporada ao cotidiano acadêmico, abrindo espaço para o surgimento de novas metodologias de ensino.

Neste post, falaremos detalhadamente sobre o tema, abordando como as novas tecnologias modificaram o processo de ensino e aprendizado. Também mostraremos quais metodologias se tornaram tendência e de que forma as instituições de ensino têm a ganhar apostando em sua adoção. Vamos conferir?

Transformação na educação

O processo de aprendizagem focado em uma relação vertical da exposição e cobrança de conhecimentos ainda é bastante tradicional em boa parte do mundo. Em outras palavras, trata-se do ensino centrado na figura do professor e avaliado por meio de provas e resultados mensuráveis.

No entanto, o que se tem notado, atualmente, são cursos e instituições que dão mais espaço às novas metodologias de ensino, provando que o aprendizado pode ser ainda mais satisfatório. Isso pode ser feito por meio de abordagens que coloquem o aluno como protagonista junto ao professor, com menos foco na pressão por notas e mais sensibilidade no que diz respeito à participação e ao engajamento do estudante com o conteúdo.

Essa questão do engajamento, em específico, é fundamental. Diante de uma geração que tem à disposição informações a todo segundo na palma de suas mãos, consumindo conteúdos cada vez mais audiovisuais (sobretudo com o uso das redes sociais), as aulas baseadas apenas na exposição de conhecimentos de forma tradicional se tornaram um desafio.

No entanto, não é necessário competir com a tecnologia, mas, sim, tê-la como aliada, potencializando as suas vantagens junto às novas metodologias de ensino. Isso ajuda a manter o interesse dos estudantes e a deixar as aulas mais dinâmicas.

Novas metodologias de ensino

Até então, comentamos muito sobre o surgimento de metodologias criadas para transformar a educação e tornar o processo de aprendizagem mais eficaz. Agora, você deve estar se perguntando quais são elas, certo? A seguir, listamos as três principais.

Metodologia ativa de aprendizagem

Na metodologia ativa de aprendizagem, o aluno se torna o personagem principal na absorção do conhecimento — quebrando aquela relação vertical que citamos anteriormente. Cabe ao professor e à comunidade acadêmica desenvolver ações que tornem a assimilação de informações de maneira mais participativa. Alguns exemplos são:

  • aprendizagem baseada em projetos: os alunos adquirem conhecimento por meio da solução de projetos desafiadores, se esforçando para buscar informações em meios diversos (o que instiga a capacidade investigativa) e recebendo um feedback do professor;
  • aprendizagem em times: os alunos formam grupos para resolver projetos (como estudos de caso) e o aprendizado é feito de forma colaborativa, fomentando o compartilhamento de ideias, o espírito de equipe, o pensamento crítico, entre outras habilidades.

Teoria das inteligências múltiplas

Criada pelo psicólogo e neurocientista Howard Gardner, essa teoria afirma que todos têm uma inteligência predominante e que, quando essa inteligência é estimulada, o processo de aprendizado se torna mais fácil e eficaz. De acordo com Gardner, cada um tem uma das sete inteligências essenciais mais desenvolvidas e as outras são complementares. São elas:

  • verbal e linguística, que envolve uso eficiente das linguagens orais e escritas;
  • musical, presente em pessoas mais sensíveis aos ritmos e melodias;
  • lógica e matemática, comum àqueles que tiram de letra atividades como quebra-cabeças e tarefas com sequência lógica;
  • espacial e visual, percebida em quem tem facilidade de representar graficamente ideias visuais e sensibilidade para formas;
  • corporal e cinestésica, comum aos habilidosos com a expressão corporal;
  • interpessoal;
  • intrapessoal.

Ter ciência disso orienta os professores para desenvolver estratégias didáticas que levem em consideração o trabalho com a inteligência mais desenvolvida em cada aluno, além de planejar aulas que contemplem todas elas. O objetivo é que todos os alunos tenham as mesmas chances de aprender e possam desenvolver um vasto leque de habilidades e competências, desenvolvimento necessário para atuar eficazmente no futuro.

Aprendizagem experimental

Do termo phenomenon learning, em inglês, essa metodologia consiste no modelo de ensino em que as aulas tradicionais (divididas por disciplinas) são substituídas por projetos temáticos, mais uma vez colocando o aluno como protagonista na busca e assimilação da informação.

Junto aos professores, os estudantes participam de forma ativa do planejamento e da abordagem de tudo aquilo a ser desenvolvido em sala. As aulas são determinadas por tópicos interdisciplinares.

Um caso mostrado pela BBC foi a “aula de smartphones”, em uma escola da Finlândia — país que já implementa essa metodologia em seu novo sistema de educação. Os alunos, em conjunto com os professores, decidiram pesquisar e aprender mais sobre o fenômeno desses aparelhos que fazem parte do cotidiano de muitos.

O tema serviu para aprofundar conhecimentos relacionados à história, matemática, estatística e até mesmo linguagem, já que foram abordadas as mudanças na forma de escrever após o surgimento das mensagens de texto.

Benefícios para as instituições de ensino

Adotando metodologias como as listadas, a instituição de ensino só tem a ganhar. Entre as vantagens, estão:

  • mais satisfação dos alunos com o ambiente escolar;
  • melhora da percepção dos pais e alunos para com a instituição;
  • melhora da imagem da instituição no mercado;
  • aumento da captação e retenção de alunos.

Agora você já conhece três novas metodologias de ensino. Que tal conferir mais uma? Acesse o nosso post e saiba mais sobre o ensino interativo!

Posts Relacionados
Gestão Pedagógica

Gestão de professores: saiba a importância e como fazer

Gestão Pedagógica

Veja quais são os 4 principais eventos de educação no Brasil

EvasãoGestão Pedagógica

Diminuindo sua taxa de evasão com o NPS

Cursos Matéria e MateriaisGestão PedagógicaMarketing

Como criar um design de apresentações inesquecível?