NOSSO SITE ESTÁ DE CARA NOVA, SINTA-SE EM CASA. 

Gestão

Qual a importância da gestão de capital humano e como aplicá-la na escola?

Você sabe o que é gestão de capital humano? Além de conseguir fazer todo o planejamento escolar, é necessário pensar com carinho em um tipo de capital que não pode ser substituído facilmente, o humano.

Os colaboradores são parte essencial de uma escola. Quando a instituição tem uma cultura bem definida, será difícil simplesmente substituir os funcionários, já que há diversos conhecimentos e experiências que não poderão ser trocados.

Por isso, é essencial fazer o gerenciamento desse capital, garantindo que os colaboradores da instituição cresçam e agreguem ainda mais valor. Neste post, você entenderá mais sobre o assunto e saberá como isso é possível.

Boa leitura!

Qual a importância da gestão de capital humano para a escola?

Quando se fala em capital, muitos gestores pensam em alguma forma de valor financeiro, como o prédio em que instalados, a quantidade de recursos que têm para investir ou mesmo a mobília e os dispositivos da escola. Entretanto, os colaboradores também representam um tipo de capital importante, o humano.

Nenhuma escola, por mais que tenha tecnologia de ponta, funcionará sem seus colaboradores. Serão eles os responsáveis por criar estratégias para atrair, cativar e reter os alunos.

Quando a instituição não cuida bem do seu capital humana acaba perdendo-os para outras escolas, ou mesmo contará com profissionais insatisfeitos que não conseguirão atingir os objetivos traçados. Vale lembrar que os conhecimentos, inovações e diferenciais criativos também são incluídos como capital humano.

Como fazer uma boa gestão?

Há algumas formas para minimizar esse problema. Veja agora quais são as principais dicas!

Realizar um processo de recrutamento eficiente

Quando um processo seletivo eficiente acontece, é possível recrutar os melhores profissionais possíveis para as vagas disponíveis. Além do currículo, questões como as habilidades do colaborador e a adaptação à cultura da empresa serão avaliadas. Assim, a chance de que o profissional esteja no lugar certo é maior.

Oferecer cursos e capacitações para os funcionários

O cuidado com os profissionais não acaba quando o colaborador é contratado. Pelo contrário, esse é apenas o início da jornada. É necessário pensar em cursos para que ele aprimore seus conhecimentos e preste serviços mais adequados para a instituição. Por exemplo, o professor pode aprender novas metodologias de ensino, enquanto a área de marketing poderá entender novas estratégias de divulgar os cursos oferecidos.

Recompensar os colaboradores

Além de treinar os colaboradores, é importante recompensá-los para retê-los na instituição. Como fazem parte do capital humano, perdê-los depois de treinados, por não se sentirem recompensados, seria uma derrota para a instituição.

Por isso, tente premiar sempre o bom trabalho e o cumprimento das metas estipuladas. Assim, os profissionais se sentirão mais queridos e valorizados, desejando fazer novamente um bom trabalho.

Desenvolver um plano de carreira

Recompensas pontuais são importantes, mas é preciso ir além. Desenvolva um plano de carreira que prestigie os colaboradores que passam mais tempo na instituição, mantendo a qualidade. Dessa forma, eles desejarão crescer na empresa em vez de apenas usá-la como um trampolim para outra instituição.

Estimular uma comunicação interna transparente

Há profissionais que se sentem valorizados pela parte financeira da empresa, mas acabam saindo e levando suas ideias e conhecimentos pela falta de comunicação na instituição. Quando os processos são atrapalhados e as informações confusas, um mau entendimento pode causar problemas entre membros de uma mesma equipe e até mesmo entre os funcionários e os gestores. Por isso, zelar por uma comunicação transparente é também uma forma de manter os colaboradores na instituição.

A gestão de capital humano é responsável por selecionar, treinar e reter seu capital humano. Entretanto, deve-se sempre ter em mente que novos líderes também aparecem dentro da própria instituição. Ou seja, o gestor deve abrir espaço para que os colaboradores possam crescer e ocupar posições de destaque.

Você quer manter seus professores motivados? Então, veja 7 dicas para que isso aconteça. Nos vemos lá!

Posts Relacionados
Gestão

Gestão pedagógica e gestão escolar: entenda as principais diferenças

Gestão

Por que adquirir um software educacional? 3 bons motivos!

Gestão

Afinal, como realizar uma análise preditiva em uma escola?

Gestão

Atenção! Sua escola está atenta à segurança de dados?