Frequência e Presença

4 dicas de controle de frequência de alunos que você deveria adotar

A escola é responsável pela segurança dos estudantes enquanto frequentam as aulas. Além disso, a Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente preconizam que é obrigação dos estabelecimentos de ensino fundamental comunicar faltas e evasão. Sendo assim, o controle de frequência de alunos é fundamental para que instituição e família fiquem tranquilas.

Ainda é preciso levar em conta o enorme prejuízo que há na aprendizagem quando o estudante falta muito, o que acaba prejudicando a escola também, já que existe a cobrança dos pais por um melhor aproveitamento.

Quer saber como resolver esse problema na sua instituição de ensino? Então, siga a leitura do post e conheça nossas dicas para um controle de frequência de alunos eficiente. Vamos lá?

Como funciona o controle de frequência de alunos?

Existem diferentes maneiras de se fazer o controle de frequência de alunos. A lista de presença, por exemplo, é um método utilizado há anos, mas nem sempre apresenta a eficiência desejada.

Isso porque ela não conta com nenhum tipo de mecanismo que garanta que o aluno permaneça na escola depois de responder a chamada. A boa notícia é que hoje já existem métodos mais eficazes.

Confira nossas dicas para um controle de frequência eficiente na sua instituição de ensino.

1.Mantenha um cadastro atualizado de alunos

É muito importante que a escola consiga acessar esse cadastro de maneira rápida em caso de dúvida ou emergência. Para ser realmente eficiente, o cadastro precisa estar completo e atualizado, principalmente em relação aos horários do aluno e às pessoas responsáveis por ele ou que podem buscá-lo na escola.

Esse cadastro garantirá, principalmente, que não haja problemas com a saída dos alunos.

2.Aproxime os pais da escola

Quando os pais participam da vida escolar dos filhos, fica mais fácil resolver qualquer problema relacionado a falta ou evasão. Uma dica para manter esse relacionamento é o software de gestão, que disponibiliza, por exemplo, calendário online para que os pais estejam sempre informados sobre os horários dos filhos.

Nesse sentido, invista também nos comunicados. Eles podem ser feitos por meio de bilhetes ou pelo próprio software de gestão e servem para avisar os pais sobre qualquer mudança no calendário escolar ou situação fora do normal.

3.Esteja atento ao comportamento dos alunos

Um bom controle de frequência de alunos também passa pela observação do comportamento deles em sala de aula. Com isso é possível, inclusive, prever certos tipos de conduta.

Nesse sentido, é importante analisar como se porta um aluno que falta muito, se é tímido e tem poucos amigos ou se é desordeiro e não consegue seguir normas. Essa observação, muitas vezes, traz respostas sobre evasão ou faltas constantes.

4.Utilize sistemas controladores de acesso

Trata-se de uma maneira automatizada de saber quem são as pessoas que entram na escola. Por meio de um padrão de identificação — senha, crachá magnético, biometria etc. —, a instituição de ensino consegue ter o controle total do horário em que o aluno entrou e saiu, além de bloquear a entrada de estranhos.

Nesse sistema, um pai ainda pode solicitar a proibição da saída do filho fora do horário previsto no calendário escolar e acompanhar o histórico de frequência do estudante diretamente no site da escola.

Enfim, um sistema de controle de frequência de aluno, que pode ser feito por meio de um software de gestão, como o F10, garante segurança, tanto para os pais quanto para a escola, bem como evita danos ao processo de aprendizado, que pode ser prejudicado quando há muitas faltas.

Quer adotar essas medidas na sua instituição de ensino? Então, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.

Posts Relacionados
EvasãoFrequência e PresençaGestão FinanceiraGestão PedagógicaRecebimento e cobrança de mensalidades

Inadimplência e evasão escolar, como evitar