Marketing

Afinal, como ter retorno com franquias de cursos profissionalizantes?

Embora a franquia seja uma ótima iniciativa tanto para os franqueados quanto para os franqueadores, é fundamental que os interessados conheçam bem o modelo de negócio implementado para evitar surpresas no futuro.

Para conseguir ter retorno em uma franquia de cursos profissionalizantes, o empreendedor precisará prestar atenção para alguns detalhes, como local de instalação, capital de giro e treinamento de funcionários. Neste post, você entenderá como isso impacta uma franquia. Ou seja, o planejamento é fundamental no processo.

Quer ter retorno com sua unidade? Então, veja o que é essencial para o sucesso.

Como funciona o retorno do investimento em franquia?

Muitos empreendedores escolhem por franquias para conseguir ter um retorno do investimento de forma mais garantida e rápida, uma vez que a marca já é reconhecida no mercado. Entretanto, nem todas as franquias são rentáveis ou interessantes para investir.

Por isso, é fundamental que você pesquise quais são aquelas que apresentam maior rentabilidade, tanto em médio quanto longo prazo. Para tanto, você deverá ler as cláusulas do contrato para entender se a franquia funcionará da forma esperada, evitando problemas futuros.

Coloque na ponta do lápis todas as taxas e valores que devem ser pagos ao franqueador. Além disso, para que sua franquia de cursos profissionalizantes tenha o retorno que você espera, é necessário estar atento para algumas condições fundamentais.

Quais são as 3 ações estratégicas fundamentais?

Descubra agora quais são as ações estratégicas fundamentais para que uma franquia tenha os resultados esperados.

Localização

A localização de uma escola de cursos profissionalizantes é muito importante para que ela tenha sucesso nesse mercado. Caso seja longe do centro ou em locais pouco movimentos, o gasto com anúncios deverá ser maior para que as pessoas saibam da existência da empresa naquele lugar. Por isso, o local em que a instituição funcionará é tão importante.

Capital de giro

Além do investimento para fazer com que a escola comece a funcionar no local indicado (bem como toda a estrutura e contratação de colaboradores), é fundamental contar com um capital de giro adequado para o tamanho da escola para organizar o fluxo de caixa da instituição.

Isso significa que é necessário ter um dinheiro em caixa suficiente para a escola se manter por determinado tempo. Assim, você não precisará de um empréstimo ou vender bens pessoais para cobrir eventuais despesas da instituição.

Quando tal problema ocorre, é comum que o empreendedor perca o foco ou tenha tantas preocupações que fazem com que o rendimento da franquia seja menor que o esperado.

Treinamento da equipe

Uma franquia de cursos profissionalizantes exige que a equipe passe por um treinamento. Além de ter que obedecer às regras vigentes no contrato de franquia, a escola é apenas uma representante de uma rede.

Ou seja, ela deve seguir a filosofia e os métodos da franqueadora. Sendo assim, a equipe deve ser sempre orientada para que as ações sejam de acordo com o orientado.

Uma franquia de cursos profissionalizantes precisa contar com um planejamento estratégico para que os resultados sejam constantemente medidos. Assim, ficará mais fácil tomar decisões e criar ações que possam otimizar o desempenho da franquia, aumentando os lucros.

Quer saber mais? Então, leia agora como ser um franqueado de educação.

Posts Relacionados
Marketing

4 dicas infalíveis sobre como vender cursos profissionalizantes

Marketing

5 dicas de e-mail marketing para e atrair mais alunos

Marketing

Descubra como pode ser fácil fazer marketing no WhatsApp

Marketing

Qual a importância do marketing local para uma franquia de educação?