NOSSO SITE ESTÁ DE CARA NOVA, SINTA-SE EM CASA. 

GestãoGestão EscolarMercadoNotícias de mercado

Como saber se eu devo abrir uma franquia?

Há quem tenha o sonho do negócio próprio, fazer uma ideia se tornar algo rentável, encarar todos os desafios de criar uma empresa do zero. Em contrapartida também há pessoas que desejam pular esse caminho das pedras e optar por algo já estabelecido, como uma franquia. Primeiramente identifique como você quer realizar seu desejo de ter uma escola de cursos livres e, caso ache que uma franquia teria mais a ver com o que você tem sonhado, então esse texto poderá te ajudar na questão de colocar esse plano para funcionar, ou não.

Por onde começar?

1. O básico

Não suba o primeiro degrau da escada se o seu principal foco for o lucro, pois franquias exigem um grande investimento inicial e muita paciência até que se estabeleçam e passem a dar lucro. Quanto capital você está disposto a investir? Tenha em mente que será possível ter dinheiro suficiente para manter a franquia até que ela seja rentável.

Liste 3 a 5 empresas que você se identifica, entre em contato com as franqueadoras, tire todas as suas dúvidas e analise se elas se encaixam no seu ideal de negócio. Vale lembrar que essa empresa já nasceu do sonho de outra pessoa, mas que de qualquer maneira você irá pegar todo o trabalho que já foi feito e dar continuidade, podendo sim deixar a sua marca.

2. Segurança

Muitos empresários buscam as franquias por elas passarem a sensação de segurança e estabilidade, mas infelizmente nem todos os franqueadores estão preocupados com os franqueados. Voltamos ao primeiro ponto, o lucro. Muitas empresas pensam apenas em números e não dão o suporte necessário para que suas franquias desenvolvam um bom trabalho e tenham sucesso. Se isso não estiver muito claro, sugerimos que você entre em contato com outros franqueados dessa rede e tire suas dúvidas, se receber feedbacks de insatisfação e insegurança, é melhor não investir nessa empresa.

Entenda que abrir uma franquia de uma rede que já tem sucesso pleno não significa que você irá alcançar tudo isso de imediato. Procure treinamentos, invista em tecnologia, softwares de gestão e o apoio do franqueador. Atente-se também ao modismo e as tendências de mercado. É fácil identificar franquias que foram em ondas passageiras e se deram mal, como também outras que identificaram uma tendência e seguiram em pleno crescimento.

3. O ponto comercial

Já pensou onde você quer abrir a sua franquia? A escolha do ponto comercial em muitos casos já é o primeiro sinal de sucesso. Pesquise sobre o bairro que você almeja inaugurar a sua escola e responda a essas perguntas:

  • Essa localização tem um bom fluxo de pessoas?
  • O acesso é fácil via ônibus, carro, metrô e a pé?
  • Qual é o perfil do público desse bairro?
  • Qual é a renda dos habitantes?
  • Esse bairro é seguro?
  • Que tipo de comércios há nos arredores?
  • Vou precisar investir em reformas ou em alguma construção?

Analise também a questão da fachada da instituição, se terá como aplicar letreiros e placas que chamem atenção da comunidade. Iluminação da rua, sinalização e estacionamento também são pontos muito importantes.

Leia mais:

 

 

4. Nade a favor da correnteza

É importante entender que há um modelo a seguir, pois o franqueador aperfeiçoou esses processos por anos, então não há como fugir disso num primeiro momento. Imagine uma franquia alimentícia querer mudar a receita de algum dos produtos? Se ao longo do tempo um ingrediente se tornar difícil de importar, por exemplo, aí quem sabe seja o momento de mudar, mas caso contrário é melhor seguir o que está na cartilha. Lembre-se que muitas pessoas irão atrás da sua escola pelo motivo de já conhecerem alguém que estuda em alguma outra franquia e saber como funciona por lá. Se na sua instituição for diferente, não vai ser interessante para esse potencial aluno.

5. Disciplina e decisão

Abrir uma franquia não é sinal de sucesso garantido, ou seja, exige muita disciplina, tempo e organização. Como qualquer outro negócio, esse também oferece riscos ao empresário. Faça uma autoanálise e se pergunte se esse é o momento certo da sua vida para empreender. Converse com sua família, seu gerente do banco, quem você pensa em convidar para ser o seu sócio, se for o caso. Verifique a fundo se você realmente tem condições financeiras para tal. Sonhe, mas com os pés no chão e papel e caneta na mão para calcular tudo, sempre.

Quer saber como facilitar a gestão das suas franquias de forma eficiente e sincronizada? Conheça nossa ferramenta de controle de unidades. Clique aqui para saber mais.

Posts Relacionados
Notícias de mercado

Conheça os 5 grandes eventos educacionais de 2020 que você deve ir

Gestão

Qual a importância da gestão de capital humano e como aplicá-la na escola?

Gestão Escolar

Conheça os 5 erros que prejudicam a administração escolar

Notícias de mercado

O que é preciso entender sobre a lei de cursos livres? Saiba aqui!

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *