Gestão

Afinal, como realizar uma análise preditiva em uma escola?

Você sabe como a análise preditiva pode ser importante para uma escola? No ambiente cheio de dados vindos dos alunos e interessados, uma análise pode fornecer informações importantes para tomar decisões mais conscientes e com menores chances de erro.

Para saber como isso é possível, nós mostraremos o que é a análise preditiva e como ela pode ser realizada. Entenda mais sobre o assunto e boa leitura!

O que é análise preditiva?

As empresas que são mais bem estruturadas utilizam estatística. Mesmo assim, várias delas já cometeram erros estratégicos de gestão. Isso ocorre devido à tendência de os gestores tomarem as principais decisões baseadas na sorte ou no faro empresarial.

Entretanto, agora, está disponível um grande universo de dados que podem ser usados e analisados pelas empresas. Anteriormente, era impossível utilizá-los, já que dificilmente qualquer equipe de funcionários teria tempo para esse trabalho.

Nesse sentido, a análise preditiva surge como uma possibilidade para analisar os dados e propor soluções inteligentes para as instituições. Há softwares que fazem a junção das estatísticas para mostrar quais são as tendências e padrões dos consumidores.

Importância

A análise preditiva é uma forma interessante para detectar fraudes, otimizar as campanhas de marketing, melhorar as operações e reduzir os riscos.

Com os métodos de análise, fica mais fácil detectar comportamentos criminosos a partir de padrões detectados. Além disso, as campanhas de marketing podem ser otimizadas com o uso de modelos preditivos.

Como realizar?

Veja quais são os passos fundamentais para começar com as análises preditivas.

Definir o objetivo

Como em qualquer processo, definir um objetivo claro é essencial para que a análise preditiva tenha os resultados esperados. É importante não se fixar demasiadamente em resultados puros, lembrando-se de que há um objetivo para a utilização deles.

Por exemplo, é possível usar as informações para melhorar a qualidade de atendimento da instituição de ensino. Isso acontece ao cruzar as avaliações dos alunos sobre o atendimento recebido com o índice de problemas ou erros que tiveram em cada situação. A partir disso, torna-se interessante construir um calendário de treinamentos.

Prestar atenção aos padrões

Ter atenção aos padrões que são encontrados significa se antecipar aos concorrentes e tomar decisões inovadoras. Uma rede de ensino pode identificar o acréscimo de alunos de determinada região, por exemplo, para abrir uma nova unidade naquele local.

Assim como uma rede de produtos de beleza pode identificar o aumento de consumidoras em uma área específica e, assim, direcionar sua estratégia de expansão de franquias para aquela localidade. Outra possibilidade para escolas é entender quais são as necessidades dos alunos para propor modelos de ensino inovadores.

Evitar projetos ambiciosos

Um erro comum é ser muito ambicioso, tentando resolver todos os problemas da instituição com o modelo adotado. Aprendizado e aperfeiçoamento são uma regra se você desejar ter resultados em longo prazo. Mas quando eles são maiores do que se poderia alcançar naquele momento, o investimento e o tempo necessários serão grandes inimigos.

Além disso, o investimento necessário, normalmente, vem dos primeiros resultados. Quando eles demoram a aparecer, pode haver uma desmotivação de todos os colaboradores em continuar com o projeto.

Criar modelos preditivos

Como nós mostramos, são vários os dados que podem ser utilizados pela instituição, como históricos de interações, informações governamentais e conversas em redes sociais. Entretanto, só devem ser utilizados aqueles que tiverem relação com o objetivo desejado.

Chamado de data mining, esse processo é crucial para que os modelos preditivos tenham sucesso e sejam organizados da forma devida. Uma vez que é possível combinar os mais diversos formatos e fontes, deve-se hierarquizar os condicionantes e dados para se preparar para situações em que as informações podem ser perdidas.

Agora que você sabe como a análise preditiva pode melhorar a gestão escolar, pense em colocá-la em prática. Assim, a gestão de riscos da instituição será mais bem efetuada, já que os gestores estarão mais preparados para enfrentar os diversos problemas que podem afetar a imagem do negócio e dificultar a captação de alunos.

Quer receber mais dicas como estas? Então, siga nossos posts no Facebook.

Posts Relacionados
Gestão

Como organizar a escola durante o período de férias dos alunos?

Gestão

Qual a importância da gestão de capital humano e como aplicá-la na escola?

Gestão

Gestão pedagógica e gestão escolar: entenda as principais diferenças

Gestão

Por que adquirir um software educacional? 3 bons motivos!